Mudanças no sistema eleitoral em 2020: Voto Distrital Misto

Não é de hoje que mudanças são pedidas na forma de votação das eleições brasileiras e recentemente propostas para mudanças no sistema eleitoral em 2020 foram sugeridas por Rodrigo Maia. O Presidente da Câmara dos Deputados atualmente está deixando de forma claro o desejo por mudanças no sistema eleitoral em 2020 que podem já influenciar os vencedores das eleições.   

mudanças no sistema eleitoral em 2020

Mudanças no sistema eleitoral em 2020

Eleições 2020

De acordo com o Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. Alterações devem ser feitas na forma como as votações ocorrem no país.

Isso se dá pois o sistema utilizado para contagem de votos é antigo e pouco utilizado em outros países. De acordo com Maia em 20 de agosto, é preciso realizar mudanças no sistema eleitoral em 2020 para melhor funcionamento das votações.

O Deputado considera as mudanças no sistema eleitoral como um “marco na política brasileira” caso ocorressem essas alterações, de acordo com o site G1.

“Acho que seria um marco para a política a gente conseguir fazer as eleições municipais [de 2020] já nas cidades acima de 200 mil habitantes no sistema distrital misto e, abaixo, na lista fechada, como está proposto pelo TSE, a presidente Rosa [Weber], o ministro Barroso, e por todo o colegiado do TSE que acompanha o processo eleitoral do dia a dia”

O maior desejo do atual Presidente da Câmara dentre todas as propostas de mudanças no sistema eleitoral em 2020. É fazer com que a eleição 2020 passem a obedecer ao sistema distrital misto de votação.

mudanças no sistema eleitoral em 2020

Isso ocorreria somente nos municípios brasileiros com mais de 200 mil habitantes e afetaria todos os candidatos a Prefeito 2020candidatos a Vereador 2020 das eleições em 2020. Enquanto que nos municípios com menos de 200 mil habitantes, o sistema continuaria o mesmo.


Sistema distrital misto

De acordo com as mudanças no sistema eleitoral em 2020 propostas pelo Rodrigo Maia. O modelo de votação conhecido como “Distrital Misto”, entraria em funcionamento já em 2020.

Com isso, até mesmo os resultados das eleições pode ser influenciados com esse modelo de votação. Pois com este modelo ativo, os principais partidos eleições 2020 perderiam parte de seus poderes e isso faria com que as campanhas individuais ficassem mais importantes.

Isso ocorre, pois com o sistema distrital misto, os eleitores poderiam votar diretamente em seus candidatos. Algo que hoje em dia apenas ocorre para as votações para Presidente, Governadores e Prefeitos.

Com a chegada deste modelo, as eleições passariam a ter 2 votações separadas. Ou seja, o eleitor deveria votar em um candidato e em um partido, podendo ambos serem distintos.

Atualmente, ao se votar em um Deputado, o voto não vai diretamente para o Deputado. Isso ocorre, pois caso este candidato consiga o número total de votos que precisa para se eleger, o excedente vai para seu colega de partido.

Já com o novo modelo, o voto seria igual ao feito para Presidente em sua metade. Ou seja, o eleitor votaria em seu candidato e seu voto iria direto para ele.

Enquanto a outra metade, de seu voto iria para um partido de sua escolha. E a partir disto, o partido fica livre para escolher quem assumirá o cargo.


Mudanças no sistema eleitoral em 2020

Esse sistema poderá ser aprovado na Câmara por Rodrigo Maia, ou pelo ministro do STF, Luís Roberto Barroso, que presidirá o TSE durante as eleições municipais do ano que vem.

Porém, para que essas mudanças no sistema eleitoral em 2020 possam ser implementadas, é preciso que tudo seja aprovado alguns meses antes do início das votações.   

Avalie este artigo

Avaliação média: 5
Total de Votos: 8

Mudanças no sistema eleitoral em 2020: Voto Distrital Misto