Medidas anti-fake news eleições 2020: Lei 13.834, de 2019

Após a popularização do termo “Fake News” nas últimas eleições brasileiras, algumas medidas anti-fake news eleições 2020 foram tomadas. Para as próximas votações o Congresso Nacional permitiu a retomada de leis e criação de medidas anti-fake news eleições 2020, para assegurar que esta eleição possa ser mais limpa no campo das argumentações entre candidatos.         

medidas anti-fake news eleições 2020

Medidas anti-fake news eleições 2020

Confira as novidades sobre o assunto neste artigo!

Fake News eleições 2020

Nos últimos anos, principalmente em época de eleições o termo “Fake news” ganhou bastante força entre os vocabulários brasileiros. Esse termo começou infelizmente a fazer parte da fala de muitos brasileiros durante as votações nos últimos anos.

O termo “Fake news” como muitos já sabem, nada mais é do que “Notícias falsas”. Porém, essas notícias vieram sendo contadas por muitas pessoas a fim de denegrir a imagem principalmente de políticos em época de votação.

Desse modo, muitas pesquisas eleitorais das Eleições Municipais 2020 e o próprio resultado Eleições 2020 das eleições acabaram sofrendo mudanças. Afinal, uma mentira contada como se fosse verdade sobre algum candidato pode se transformar no fim de sua candidatura.

Tendo isso em mente, o TSE organizou para a próxima eleição algumas medidas anti-fake news eleições 2020. Confira abaixo!


Lei contra a Fake news é mantida no Congresso Nacional

No ano de 2019, houve um veto do qual bloqueou a eficácia da lei contra a criação e propagação de fake news no Brasil. Ou seja, as pessoas que criassem deliberadamente notícias falsas, afim de prejudicar a imagem de outra pessoa, não sofreria consequência.

✓ Veja todas as informações sobre os candidatos a Prefeito 2020

Porém, em agosto de 2019 esse veto foi canelado pelo Congresso Nacional. Assim, devolvendo a Lei 13.834, de 2019, sua autoridade máxima e podendo condenar todos que criarem notícias falsas afim de caluniar uma pessoa.

De acordo com o Senador Pernambucano Humberto Costa em declaração para a Agência Senado:

Quem inventa notícia falsa, quem faz o processo de destruição de reputação sabendo que está propagando mentiras, tem que ser severamente punido.

medidas anti-fake news eleições 2020

Com isso, a retomada da Lei 13.834, de 2019 faz com quem seja pego criando e propagando deliberadamente uma notícia falsa, deverá pagar de 6 meses até 8 anos de prisão. Além de ter de pagar uma multa por danos morais as vítimas da Fake news.


Capacitação de medidas anti-fake news eleições 2020

Para evitar a propagação deste tipo de informação, a agência LUPA. Da qual é a responsável pela verificação das informações e repasse de confirmações oficias do Governo. Está atualmente fazendo a capacitação de todos os membros do TER no Brasil.

✓ Confira todas as datas das eleições 2020

Esta é mais uma das medidas anti-fake news eleições 2020 que foram aprovadas e deverá diminuir com a circulação destas informações. Deste modo, esperasse que a propagação de informações falsas caia em comparação as eleições em 2018.

Por meio desta capacitação a LUPA faz um treinamento com os funcionários do TRE de todos os estados brasileiros. Assim, será possível identificar mais cedo as Fake news e corta-las antes que se espalhem para o grande público.

Além disso, todos os jornalistas que desejarem fazer esta capacitação. Poderão futuramente fazer parte da equipe da LUPA, assim, trabalhando como agentes na checagem de fatos durante toda a eleição 2020.

Nestas palestras, são ensinados os conceitos básicos para medidas anti-fake news eleições 2020. Como utilização de ferramentas de checagem. Além de como ter acesso a informações oficias do Governo através do Portal da Transparência.   

Avalie este artigo

Avaliação média: 5
Total de Votos: 11

Medidas anti-fake news eleições 2020: Lei 13.834, de 2019